quinta-feira, 29 de janeiro de 2009




















Ainda na terça, dia 27 seguimos para o Leblon, para conhecer o bar-cervejaria da Mestre Cervejeira Kátia Jorge, ex-Devassa, hoje responsável pela cerveja artesanal Gattopardo. Conta com 3 cervejas, a Gattopardo Lager Bossa, uma Pilsen, a Gattopardo Ale Bossa, uma Brown Ale e a Gattopardo Strong Bossa, uma Belga Strong Ale. Excelente local, excelentes cervejas.


Leonardo Botto, Rogério Vidigal (dono do Farinha Pura), Marco Falcone e Geovanni Calmon








Após o almoço, fomos visitar o supermercado Farinha Pura, em Botafogo. (Para quem é de BH, é uma epécie de Verde Mar de lá. Nas pratelerias, o orgulho de ver a Ouro Preto e a Estrada Real, a Falke Bier marcando presença.




Geovanni Calmon, Marco Falcone e Leonardo Botto no Aconchego



No dia 27, terça, almoçamos no restaurante Aconchego Carioca, uma pérola no centro do Rio. Um bar-restaurante dedicado à cultura cervejeira e ao bom paladar. Valeu a tarde, comemos muito bem e degustamos ótimas cervejas.


Ainda na noite do dia 26 tive o prazer de conhecer o pub Beer Taste, do amigo Leo, na Barra da Tijuca, Shopping Down Town. Infelizmente, a bateria da câmera acabou, ficamos sem o registro.





Vista dos degustadores, ressaltando-se as belas taças. fotos LG



Marco Falcone, se apresentando tendo ao lado Marcelo Carneiro da Rocha e Rogério Marinho fotos LG


Os convivas, no encontro da Intervinos fotos LG


Na segunda-feira, dia 26/01/09 fomos ao Rio de Janeiro participar de uma Degustação de Cervejas e Queijos, promovida pela Intervinos, uma casa especializada em vinhos, que começa a descobrir e incluir em suas cartas, as cervejas especiais. Com organização de Luiz Guilherme Belmonte (o LG), Sérgio Fraga (cervejaria Fraga), Geovanni Calmon (Balkonn), o evento contou com a participação de Mônica Pessoa (ABDQ - Associação Brasileira de Degustadores de Queijo).


O evento contou com nomes das cervejas e de queijos, revelando possibilidades fantásticas na harmonização destes dois alimentos, base da cultura alimentar da humanidade. Foi sem dúvida, mais um marco na cultura cervejeira, em uma abordagem informal porém bastante técnica, em momentos de convivialidade, aprendizado e prazer.









No último domingo, finalizando os últimos detalhes, começamos a decorar as prateleiras das coleções de garrafas. Haverá espaço dedicado às cervejas homebrew, às micro cervejarias e às representantes das escolas mundiais que já tenham sido degustadas por aqui.
















A Falke Bier construiu um anexo à cervejaria, trata-se do "Espaço de Degustação e Análise Sensorial de Cervejas Hilma e Julio Falcone". É um ambiente bastante propício a degustações, harmonizações, palestras, equipado com estrutura completa para acondicionamento de cervejas, espaço gourmet, mesa em "U" para 15 lugares e ambientação de referências da cultura cervejeira, como colecionismo de garrafas, figuras temáticas, enfim, mais uma contribuição para o aprimoramento de nossas cervejas e de informações que sejam referência.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Comenda Falke Bier para um Capixaba!



Destaque: Foi concedida a 3a. Comenda Falke Bier para fora de Minas Gerais. Depois do Comendador Leonardo Botto, pelo Rio de Janeiro e do Comendador Eduardo Passarelli por São Paulo, recebeu neste dia 17/01/09 o Comendador Nilson, pelo Espírito Santo.




No sábado fizemos nossa despedida de Guarapari. Foi mais um ótimo encontro com os cervejeiros capixabas e do melhor pub do Espírito Santo, de nosso amigo Leo.



Na sexta-feira 16/01/09 foi realizada a transferência da cerveja (Belgian Strong Dark Ale) fabricada no domingo, que, tendo terminada a fermentação, foi transferida para o maturador, onde repousará a 0 grau, até o dia do engarrafamento. Na foto, a alegria da turma que degustou. Esta promete...

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009



Neste blog faremos também sugestões de pontos de gastronomia por onde estivermos viajando. Vai a dica do Restaurante Dragon Beach, no centro de Guarapari (Rua Davino Matos, 416 - (27)3262.5265). De propriedade do chinês Cham, a excelente cozinha oferece um cardápio Chinês e um Japonês, sob a responsabilidade do lendário Renato, de BH, antigo proprietário do trailer Breik-Breik, em frente à Igreja Santo Antônio na década de 80, criador do famoso molho especial que atraia a todos nas madrugadas, rivalizando até com o macarrão do Bolão, para fechar a noite.

A casa é pequena e tem ar condicionado.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Do Hortomercado seguimos para a Cervejaria Saidera, onde pudemos testemunhar o show de cervejaria planejada e montada pelo Mestre Cervejeiro Flávio Roberto Barone. Impressionante a objetividade do projeto, a síntese produtiva de cada etapa do processo, o cuidado com os equipamentos. Parabéns, Barone! Nas fotos abaixo, algumas imagens, incluindo a do nosso grupo de visitantes. Parabéns Acerva Capixaba, por ter este guia em sua ajuda.



















Na quarta pela hora do almoço seguimos novamente para Vitória, com destino ao Hortomercado, onde está sendo finalizada a Casa do Cervejeiro, uma contribuição do Mestre Cervejeiro Barone com a cultura cervejeira no Espírito Santo, assim como o Quartel General da Acerve Capixaba. O local não poderia ser melhor, um espaço de gabarito promovido pela Secretaria de Agricultura do Espírito Santo, reunindo tudo de melhor que a agricultura pode fornecer ao consumidor. Algumas fotos do espaço.
No mesmo Shopping fui obrigado a registrar a belíssima loja de cachaças especiais, do amigo Adwalter Menegatti, chamado "Entreposto Santa Terezinha", título de suas tradicìonais, envelhecidas e selecionadas cachaças. Vale a pena!


terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Na segunda à noite estivemos no Adega da Praia, realmente é um ótimo pub, junto aos ceverjeiros capixabas, companhia de alto gabarito.

domingo, 11 de janeiro de 2009

Brassagem da Acerva Capixaba



Em um domingo muito agradável, lançamos a pedra de uma Belgian Strong Ale, subestilo Dubbel, será um experimento muito bacana, certamente uma cerveja para marcar a implantação da Acerva Capixaba. Valeu, Cervejeiros do Espírito Santo, reserva do Pré-Sal Brasileiro e Elos de Ligação da Cultura Cervejeira no Brasil!



Em meio a degustações diversas...


BRASSAGEM MAGNÍFICA


Tive hoje um dia de felicidade. Pude participar de uma brassagem da Acerva Capixaba. Os Cervejeiros de Guarapari, reunidos em um ótimo espaço (quintal da casa do Sérgio), um ótimo espaço, equipado com fogão, panela com bazooka (que sugeri revestir com meia calça feminina), formulamos a muitas mãos uma belgian strong ale (uma bela dubbel). 20 litros fantásticos, estou realmente ansioso para provar. Bem ao estilo da Monasterium, mudamos um pouco a receita, mas utilizamos os mesmos recursos belgas com especiarias (laranja e semente de coentro) e uma composição que vai dar o que falar. Belo 11 de janeiro, viva a Acerva Capixaba! Aí vão as fotos.





Enfim Guarapari ganhou uma casa dedicada à Cultura Cervejeira. Trata-se do pub Adega da Cerveja, de propriedade do Leo, que aparece na foto. É um autêntico pub inglês, já que o Leo morou um bom tempo em Liverpool. Tem as principais boas cervejas no cardápio. Em breve terá também as da Falke Bier, se bem que uma Monasterium já foi presenteada. Imperdível! Fica em Muquiçaba, ao lado do Supermercado Santo Antônio, bem próximo à rodoviária.

sábado, 10 de janeiro de 2009



NASCIMENTO DA ACERVA CAPIXABA

No dia 09/01/09 testemunhamos a criação da Acerva Capixaba. Em um encontro realizado no espaço dedicado a cervejas especiais, criado pelo Mestre Cervejeiro Barone, foi aprovado o estatuto e empossado o Presidente Joselito e a Diretoria. Degustamos mais uma vez o ótimo chopp Berger, do confrade Everdan. Brindamos a Acerva Capixaba com algumas garrafas de Estrada Real IPA, Ouro Preto e Falke Tripel Monasterium. No traslado de Guarapari à Vitória, com na volta, pudemos falar de experiências cervejeiras com os confrades de Guarapari, Sérgio, Diego e Nilson.


Saboreamos ainda algumas Estrada Real IPA e Ouro Preto, acompanhando uma autêntica Moqueca Capixada, preparada pelo Mineiro, amigo do Everdan. Na foto, a turma que saboreou esta harmonização.

Logo após fomos para a casa do Everdan, onde saboreamos seu ótimo chopp pilsen, de cor dourado-alaranjado (usa um pouco de malte torrado na fabricação). Bebemos em homenagem aos Mesopotâneos, em uma taça coletiva.

Os equipamentos são como miniaturas dos usados nas micro cervejarias.

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009


Em Santa Maria, tivemos o encontro com o cervejeiro Everdan Berger, que além de fabricar excelentes cervejas é um expoente entre os cervejeiros do Estado do Espírito Santo. Sua fábrica significa algo de transição entre as "Mini" (acima dos homebrewers) e as Micro Cervejarias. Belo trabalho.

Um espetáculo a estrada que passa por Santa Leopoldina, que começa em Cariacica e leva a Santa Maria do Jetibá. É uma estrada sinuosa, em subida, repleta de mata atlântica preservada, com várias usinas hidreléticas. Fantástica!
A estrada para Santa Maria de Jetibá é um estímulo turístico encantador. Subida em curva nas encostas das montanhas, mata atlântica exuberante, cachoeiras e barragens, usinas hidreléticas em sequência, clima úmido (estávamos sob intensa chuva), realmente uma fantástica viagem.

Inicio este Blog com minha viagem de férias, que estrategicamente escolhi para presenciar o nascimento da mais nova Acerva do Brasil, a Capixaba. Como a maioria dos mineiros, Guarapari é nossa praia desde o nascimento (sem fazer injustiça com Cabo Frio, também nossa praia).


Tendo recebido em 2007 os cervejeiros Everdan e Joselito, capixabas da gema que fizeram o curso do Paulo Schiaveto, e por consequencia, a aula prática na Falke Bier, posso dizer que desenvolvemos profunda amizade e que motivou aliar minhas férias à presenciar este importantíssimo momento da Cultura Cervejeira no Brasil.


Saímos (eu e meu filho Rafael de Belo Horizonte no dia 06/01/09, às 6:30, imaginando que após 6 horas estaríamos em Santa Maria do Jetibá, onde se encontra a Berger Bier, Cervejaria do Everdan Berger. Devido ao período de intensas chuvas, gastamos 10 horas de viagem, no entanto curtindo intensamente a belíssima estrada que nos levou à achonchegante Santa Maria do Jetibá.